Novo

Arte E Gestão: O Cinema Visto Pelo Olhar Da Administração

24 reais con 50 centavos

em 4x 6 reais con 71 centavos

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Sem garantia

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 4x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Mastercard Débito
Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Título do livroArte e gestão: o cinema visto pelo olhar da administração
AutorElisabete Stradiotto Siqueira (Org.)
IdiomaPortuguês
EditoraEDUFERSA
FormatoPapel

Outras características

  • Tipo de narração: ADMINISTRAÇÃO

  • ISBN: 9788557570252

Descrição

TAMANHO: 14X21
PÁGINAS: 288

Este livro propõe uma aproximação entre o cinema e gestão, aproveitando a controvérsia: administração é ciência ou arte? O recurso pedagógico da obra cinematográfica é uma possibilidade de se constituir em um espaço da experiência, como uma tentativa de discutir o campo da gestão a partir de uma abordagem complexa, visto que filmes podem trazer múltiplas significações, dependendo do filtro que o espectador deseja imprimir. Neste contexto foram convidados, docentes e discentes do Curso de Administração para ensaiarem essa aproximação, e traduzir o conhecimento de gestão pelas lentes do cinema. O capítulo inicial traz uma breve reflexão de como os discentes interpretam a utilização de filmes como uma forma de reflexão sobre a gestão, e a seguir os autores que abordam uma diversidade de conhecimentos da área da administração trazendo temas como teoria da agencia, liderança, empresa familiar, gestão de pessoas, teoria da informação, empreendedorismo, marketing, seleção de pessoas, gestão pública e subjetividade no trabalho. Como resultado a obra propõe uma viagem pela cinegrafia com o intuito de nos ensinar que as fronteiras para a produção do conhecimento são tênues, o conhecimento está em todo lugar e em lugar nenhum, depende da forma como focamos nosso olhar.